segunda-feira, 29 de abril de 2013




                                                Tem dias que a secura dos olhares
                                                e das palavras arde tanto em mim            
                                                que só mesmo a sensibilidade e a
                                           sutileza dos poetas para me dar um pouco de
                                                 vida na alma e ternura nos olhos     

quinta-feira, 25 de abril de 2013


                                                     O amor  escorre pela boca
                                                      com gosto de brigadeiro
                                                      e engorda a alma da gente

quarta-feira, 24 de abril de 2013


E no fundo sabemos que a dor vai passar. Que outros tempos virão. Novas dores.
Outros amores. Mesmo assim, não deixamos de sentir um aperto no peito. Uma falta
de ar e  uma saudade que incomoda e deixa um gosto de melancolia na boca. E daí ?
Temos que enfrentar o desconhecido. Tentar pegar o ar com a boca.Enxergar além do que se vê.
Seguir os nossos sentidos. Mesmo que o amanhã não faça sentido. E é para fazer ?
Importa ter disposição para trocar o vestido sujo da festa e de vestido novo,dançar nova dança.

sábado, 13 de abril de 2013

           
                                                                É muito chato
                                                                 fazer  sexo
                                                                de  quatro

segunda-feira, 8 de abril de 2013



 Queria tanto ter o mágico poder de livrar você de você mesmo. Do tédio que sempre o desencanta e o faz ficar cada vez mais perdido e vazio. De um vazio que carrega na face a dor do mundo. A dor de não ser o que poderia ter sido.

segunda-feira, 1 de abril de 2013



Ninguém tem o direito de se meter na vida do outro para julgar. Cada um sabe o que é melhor para si. É muita vaidade acreditar que se tem a resposta para resolver a vida dos outros. A dor que o incomoda, para o outro, pode ser o caminho para se chegar a maturidade. Felicidade é algo pessoal. A vida não é um teorema, nem mesmo uma receita de bolo. Respeitar a escolha alheia é uma maneira de viver bem consigo mesmo. Aceite. A borboleta não precisa de ajuda para sair do casulo.

sou tango fora do compasso carro sem direção boteco sem cerveja corpo sem tesão desejo sem vontade violão sem cor...