Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2009
Imagem
Ata –me
Como nos filmes
de Almodóvar
Como nas mais tolas fantasias Ata-me nua
em teus braços
Me deixa
refém de
teus amassos Ata -me Com mãos de artista
Enfeitiça Ata-me Inteira Guerreira
Para que eu
Mulher
Verdadeira
Não tenha
medo de amar
Imagem
Nasci de 10 meses com morte aparente Não queria vir ao mundo de jeito nenhum Os médicos achavam que eu era cega Se enganaram não sou cega... sou apenas tola Cresci nos consultórios de psicólogos foi difícil me adaptar ao mundo Quando criança minha maior frustração era não gostar de desenho animado preferia criar minhas histórias Já adulta Minha terapeuta não diminuiu minhas sessões de análise Me dei alta e aí deu no que deu Não acredito em horóscopo tarô e cartomantes mas acredito em arte paixão emoção poesia e homem ideal. Sei que o homem ideal não vem com bula é aquele que a gente ama Custei a aprender que não existem mocinhos só anti-heróis Mocinhos viram bandidos E querem sequestrar meus sentimentos sou rebelde demais para aceitar manipulação Na verdade sou passional uma romântica incorrigível Ao mesmo tempo em que vivo com os pés no chão Convivo com um mundo de fantasias castelos e sonhos Meu escritor preferido é um anjo pornográfico Uma grande contradição Fico a imaginar a dor de Pessoa ao conviver com os heterônimos …
Imagem
Madrugada fria... deixo o chá esfriar em cima da mesa me olho assustada no espelho perdida em lembranças me desconstruo e vejo pedaços de mim.... pedaços de nós dois.... momentos felizes que ficaram pra depois....
Imagem
Arrumei a mesa com Pêssego, morango, cereja e frutas da estação Espero ansiosa sua chegada para nesta quente madrugada dançar cheia de magia enfeitiçando nossos sexos para unir nossas almas na infinita melodia do amor
Imagem
Sigo em silêncio num doce acorde interior Levo minha alma a lua agarrada nas lembranças tuas

Imagem
Joguei as cartas no lixo Pisei nas fotos Sangrei meu coração de amargura Venci a ilusão adeus Não te chamo mais de amigo Não te quero mais para abrigo
Imagem
Inverno frio em meu ser Já vai longe o tempo de nós dois O canto do pássaro me faz lembrar a rima dura da poesia triste do seu amor na minha cama embriagando meu sexo de ternura