Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2008
Imagem
O silêncio da noite me invade Deito fecho os olhos e as lembranças perturbam minha mente Lembro de momentos indecentes rolo na cama impaciente A claridade da lua me convida a outra vida Levanto e saio pra rua me perco nos desenganos teço novos descaminhos Sinto frio



Imagem
Lágrimas que limpam Meu peito cansado dos seus desenganos Da sua máscara fingida Das suas mentiras Lembranças que não quero mais de momentos sem paz Renasço para novos amores Esqueço antigas dores
Imagem
Alívio você se foi de forma banal na tarde de primavera levando a dor da minha incerteza Ainda sinto a brisa do vento carregando seu perfume brincando com a minha saudade e me deixando ao relento
Imagem
Sou gulosa Arteira Não aceito metade Quero você inteiro A melhor parte Se não for assim prefiro viver na saudade
Imagem
Vulnerável fica meu corpo quando me invades indecente entre segredos incandescentes curvando-te aos meus cruéis e carnais caprichos
Peço-te num delírio que misturemos nossos corpos formando sons em si bemol para em total harmonia sentir no infinito a madrugada virar dia
Imagem
O espelho reflete nossa intensa paixão Nos despimos do medo acorrentados numa só sintonia que nos percorre o corpo Vivemos momentos de amor e tesão A entrega faz madrugada quando o sol habita em mim nova morada e você mais uma vez dengoso penetra minhas entranhas Rouba meus sentidos Me faz mulher no seu corpo Viajando para além da eternidade desse amor que me completa E me arrasta num turbilhão de sensações navegando sem leme num eterno AMAR de emoções