segunda-feira, 29 de setembro de 2008






Intensa
guerreira
mordo-te
e sinto-te
na minha boca
fruta saborosa
me sacia
a sede
me mata
a vontade
me lambe
o céu da boca
me fere a carne
com teu jeito
selvagem
me queima
por dentro
me incendeia
amortece
meus delírios
freia
meus instintos
cala
meus desejos

terça-feira, 23 de setembro de 2008

domingo, 21 de setembro de 2008



Queria ser um anjo
para construir paraísos
Entre mares e cachoeiras
Vendavais e tempestades
Esquecendo as lágrimas
E mesmo sozinha
Te dar as mãos
para levar-te comigo
desenhando sonhos de paz
fazendo nosso amor
bonito demais









quarta-feira, 17 de setembro de 2008




Saudade de ti
Olho a foto
Recordo
Beijos
Abraços
Promessas
Retiro o batom
Enxugo as lágrimas
Fecho os olhos
Sonho
Penso
Cansada
Recolho
o desejo
Vou dormir

domingo, 14 de setembro de 2008




Cansei
de falsas promessas
propostas tentadoras
que revelam-se
grandes furadas
Sorrisos gelados
Carinhos inúteis
Gente neurótica
E sem conteúdo
Vou fazer
que nem o Bandeira
vou me
embora pra
Pasárgada
Aproveitar
( aproveito ) para
Flertar
com o Rei

segunda-feira, 8 de setembro de 2008




O vento
faz viajar
meu pensamento
sacode a janela
balança as folhas
e junto com ele
vem a saudade
de você
de mim
de nós dois
nunca nos tivemos
nem sequer
nos conhecemos
E o tempo passa
sem graça
me dá tédio
me faz traça

quinta-feira, 4 de setembro de 2008


Te amo
mais que eu mesma
para querer este amor
tenho que me amar
mais do que te amo
para deixar de te amar
e amar o amor meu
e não o amor que sinto
amar por ti

segunda-feira, 1 de setembro de 2008


Tenho urgência
de me fazer mulher
da tua pele quente
do teu jeito cigano
da tua boca macia
da tua melodia
que me sacia
Vem a noite
Sai a lua
nasce o dia
e eu a imaginar
como seria
novamente nós dois
sigo
te querendo
desejando
implorando
te adorando
sentindo teu gosto
na minha boca
sentindo teu gozo
no meu corpo

sou tango fora do compasso carro sem direção boteco sem cerveja corpo sem tesão desejo sem vontade violão sem cor...